Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data: 18/08/2022 01:35:54
 Total de Contribuições:17

CONSULTA PÚBLICA Nº 28


 Item:  1. OBJETIVO
Contribuição N°: 1
ID da Contribuição: 89252
Autor da Contribuição: GLAUCO RIBEIRO DOS SANTOS
Data da Contribuição: 06/08/2019 17:11:14
Contribuição:

1.1. Estabelecer requisitos mínimos a serem demonstrados na avaliação da conformidade, junto Agência Nacional de Telecomunicações, de acumuladores de energia chumbo-ácido estacionários ventilados para aplicações específicas que operem em regime de média intensidade de descarga, utilizados em sistemas de telecomunicações com fontes de corrente contínua com corrente e potência máximas de 250 A e 13.500 W (250 A x 54 V), respectivamente, para uso em todos os serviços de telecomunicações regulados pela Agência onde a continuidade operacional e os níveis de confiabilidade necessários não sejam requisitos fundamentais.

Justificativa:

Em função da atual demanda de marcado, existem sistemas com potências maiores que a mencionada no objetivo do ATO, o que incita a atualização do mesmo para não atrasar o avanço mercadológico.

Contribuição N°: 2
ID da Contribuição: 89276
Autor da Contribuição: Grace Kelly de Cassia Caporalli
Data da Contribuição: 09/08/2019 10:42:16
Contribuição:

MANIFESTAÇÃO:  Revisar o texto 1.Objetivo

Estabelecer requisitos mínimos a serem demonstrados na avaliação da conformidade, junto à Agência Nacional de Telecomunicações, de acumuladores de energia chumbo-ácido estacionários ventilados para aplicações específicas que operem em regime de média intensidade de descarga, montados em monoblocos de 12V devendo ser projetados para dispensar a necessidade de adição de água destilada ou ionizada em seu eletrólito durante a vida útil do acumulador, para uso em todos os serviços de telecomunicações regulados pela Agência onde a continuidade operacional e os níveis de confiabilidade necessários não sejam requisitos fundamentais.

Justificativa:

JUSTIFICATIVA

Considerando a evolução tecnológica constante que acontece no segmento eletrônico, que promove o aumento de potência por m3 tendo como consequência o aumento de consumo em Ampères onde a limitação de capacidade da Fonte CC além de restringir as alternativas de uso de soluções outdoor etc, restringe também a possibilidade do crescimento de autonomia em sites de telecomunicações, condição de fundamental importância para o aumento da qualidade de operação dos sistemas, além de atendimento às metas de desempenho definidas pela Anatel.

Contribuição N°: 3
ID da Contribuição: 89383
Autor da Contribuição: PERICLES DE PAIVA TELES
Data da Contribuição: 14/08/2019 21:10:58
Contribuição:

Substituir o texto por:

 

1.1. Estabelecer requisitos mínimos a serem demonstrados na avaliação da conformidade, junto Agência Nacional de Telecomunicações, de acumuladores de energia chumbo-ácido estacionários ventilados para aplicações específicas que operem em regime de média intensidade de descarga, utilizados em sistemas de telecomunicações com fontes de corrente contínua com corrente e potência máximas de 250 A e 13.500 W (250 A x 54 V), respectivamente, para uso em todos os serviços de telecomunicações regulados pela Agência onde a continuidade operacional e os níveis de confiabilidade necessários não sejam requisitos fundamentais.

Justificativa:

Em função da atual demanda de marcado, existem sistemas com potências maiores que a mencionada no objetivo do ATO, o que incita a atualização do mesmo para não atrasar o avanço mercadológico.

 Item:  2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS

2.1.ABNT NBR 14197 (11/2018) - Acumulador chumbo-ácido estacionário ventilado — Especificação;

2.2.ABNT NBR 14199 (11/2018) - Acumulador chumbo-ácido estacionário ventilado — Ensaios;

2.3.ABNT NBR 14205 (06/2018) - Acumulador chumbo-ácido estacionário regulado por válvula — Método de ensaio;

2.4.ABNT NBR 17025 (12/2017) - Requisitos gerais para a competência de laboratórios de ensaio e calibração;

2.5.IEC60896-21 (2004) - Stationary lead-acid batteries - Part 21: Valve regulated types - Methods of test;

2.6.Resolução CONAMA n° 401, de 4 de novembro de 2008 - Estabelece os limites máximos de chumbo, cádmio e mercúrio para pilhas e baterias comercializadas no território nacional e os critérios e padrões para o seu gerenciamento ambientalmente adequado, e dá outras providências.

Contribuição N°: 4
ID da Contribuição: 89262
Autor da Contribuição: GLAUCO RIBEIRO DOS SANTOS
Data da Contribuição: 07/08/2019 10:19:35
Contribuição:

Inserir a menção a norma IEC:

IEC 60896-11 (2002) - Stationary lead-acid batteries - Part 11: Vented types - General requirements and methods of tests;

Justificativa:

Esta norma IEC é mencionada no item 6.5.

Contribuição N°: 5
ID da Contribuição: 89363
Autor da Contribuição: Marcelo Cortizo de Argolo Nobre
Data da Contribuição: 14/08/2019 20:22:01
Contribuição:

Incluir item 2.7. IEC60896-11 (2002) – Stationary lead-acid batteries – Part 11: Vented types – General requirements and methods of tests

Justificativa:

Norma técnica referenciada para a execução do ensaio de desempenho frente a ciclos de carga e descarga (item 6.5 deste documento).

Contribuição N°: 6
ID da Contribuição: 89384
Autor da Contribuição: PERICLES DE PAIVA TELES
Data da Contribuição: 14/08/2019 21:11:43
Contribuição:

Inserir a menção a norma IEC:

 

IEC 60896-11 (2002) - Stationary lead-acid batteries - Part 11: Vented types - General requirements and methods of tests;

Justificativa:

Esta norma IEC é mencionada no item 6.5.

 Item:  4. PROCEDIMENTOS GERAIS DE ENSAIOS

4.1.Todos os ensaios referenciados nas normas ABNT NBR e IEC devem ser executados em ambiente com temperatura controlada em 25 ± 3°C.

4.2.A válvula de segurança deve ser de material inerte e resistente ao eletrólito, permitindo a liberação de gases, impedindo a entrada de impurezas.

4.3.O eletrólito deve ser uma solução de ácido sulfúrico em água desmineralizada. O eletrólito deve apresentar-se límpido e livre de elementos estranhos em suspensão e as impurezas devem atender ao especificado neste requisito. A densidade deve seguir a seguinte padronização:

4.3.1.Para o regime de média intensidade de descarga, a densidade nominal do eletrólito de um elemento plenamente carregado, na temperatura de 25°C deve ser especificado pelo fabricante;

4.3.2.Os acumuladores de energia chumbo-ácido estacionários para aplicações específicas (ventilados) ficam dispensado dos testes referentes ao eletrolito durante a realização dos ensaios elétricos, sendo necessária a realização de tais testes durante as avaliações das características dos materiais.

4.4.Para cada família de acumulador, a quantidade de amostras para os ensaios é de 23 elementos ou 17 monoblocos, conforme item 6.1.2 da ABNT NBR 14199.

4.5.As interligações, porcas e parafusos devem ser protegidos contra a oxidação do meio ambiente.

4.6.As interligações entre elementos ou monoblocos e entre filas devem possuir proteção contra curto-circuito através de revestimento termocontrátil ou através do uso de peça plástica rígida, fixada às barras de interligação e pólos, com furação para leitura de tensão sem que seja necessária sua remoção.

4.7.Os elementos ou monoblocos não devem apresentar vazamento de gás e/ou eletrólito, bem como danos à sua integridade física, quando submetidos a uma pressão positiva de 7 kPa (0,07 kgf/cm2), durante 01 (um) minuto.

4.8.Os ensaios devem ser realizados em acumuladores cuja data de fabricação não exceda a 6 (seis) meses da data de sua apresentação para os ensaios.

4.9.Os ensaios elétricos devem ser iniciados no máximo 03 (três) meses após o fornecimento dos acumuladores pelo fabricante e deve ser seguida a sequência pré-determinada, sem prejuízo na continuação dos ensaios.

4.10.Os ensaios a serem realizados nas amostras pertencentes aos grupos 1 a 6 devem obedecer à distribuição e à sequência definida na Tabela 1, baseada na distribuição da ABNT NBR 14199.

Tabela 1

Ensaios para Certificação

Distribuição e Sequência dos Ensaios

Grupos:

1

2

3

4

5

6

Características Construtivas

Inspeção visual

 

X

X

X

X

X

X

Inspeção construtiva / dimensional

X

X

X

X

X

X

Ensaios Elétricos

Tratamento prévio

 

X

X

X

X

X

 

Capacidade real em regime nominal

X

X

X

X

X

 

Capacidade real em regime diferente do nominal  

X

X

 

 

X

 

Adequação à flutuação

X

 

 

 

 

 

Desempenho frente a ciclos de carga e descarga

 

 

X

 

 

 

Retenção de carga

 

 

 

X

 

 

Avaliação frente ao impacto de estresse térmico

 

 

 

 

X

 

Ensaios dos Materiais 

Emissão de gases

 

 

X

 

 

 

 

Estanqueidade

 

 

 

 

X

 

Análise do eletrólito

 

 

 

 

 

X

Análise química das ligas metálicas

 

 

 

 

 

X

Identificação dos materiais poliméricos

 

 

 

 

 

X

Documentação Técnica

Manual Técnico do Produto

 

X

X

X

X

X

X

4.10.1.Na composição da amostra o laboratório deve selecionar elementos ou monoblocos de todas as famílias de placas dentro da faixa de capacidade que o acumulador será certificado.

4.10.2.O fabricante deverá entregar anteriormente ao início dos ensaios, toda a documentação técnica necessária a sua realização.

4.11.Para ser considerado “conforme”, o acumulador deverá ser aprovado em todos os ensaios constantes neste requisito, conforme especificações aplicáveis a cada ensaio.

Contribuição N°: 7
ID da Contribuição: 89185
Autor da Contribuição: João Otávio Biazoti Sanson
Data da Contribuição: 17/07/2019 16:39:22
Contribuição:

4.3.O eletrólito deve ser uma solução de ácido sulfúrico em água desmineralizada. O eletrólito deve apresentar-se límpido e livre de elementos estranhos em suspensão e as impurezas devem atender ao especificado neste requisito. A densidade deve seguir a seguinte padronização:

4.3.O eletrólito deve ser uma solução de ácido sulfúrico em água desmineralizada. O eletrólito deve atender os níveis de impurezas máximos especificados neste requisito. A densidade deve seguir a seguinte padronização:

Justificativa:

"límpido e livre de elementos estranhos em suspensão" - Atualmente há aditivos que são colocados em solução e alguns fabricantes justificam que alteram significativamente a vida útil, esses aditivos podem alterar a coloração da solução ácida, mas isso não implica que não seja atendido os níveis máximos de contaminantes exigidos pela resolução CONAMA n° 401, de 4 de novembro de 2008.

Portanto acredito que o texto atual pode amarrar o desenvolvimento de produtos mais robustos, mesmo que eles não afetem a segurança ambiental e do usuário. 

Contribuição N°: 8
ID da Contribuição: 89257
Autor da Contribuição: GLAUCO RIBEIRO DOS SANTOS
Data da Contribuição: 07/08/2019 09:47:53
Contribuição:

Inserir um subitem ao item 4 que mencione a forma de ligação entre os acumuladores durante a realização dos ensaios, conforme consta nas NBR& 39;s, ou como segue abaixo:

"Para efeito dos ensaios elétricos dentro de cada grupo, os elementos dos grupos 1, 2, 3, 4, e 5 devem ser associados em série. Os elementos do grupos 1 e 5 devem ser dispostos em duas filas de três elementos ou arranjo similar para o caso de monoblocos, de modo a ser utilizada uma interligação entre filas"

Justificativa:

A orientação da ligação entre os acumuladores é importante para a correta condução dos ensaios nos laboratorios!

Contribuição N°: 9
ID da Contribuição: 89277
Autor da Contribuição: Grace Kelly de Cassia Caporalli
Data da Contribuição: 09/08/2019 10:47:57
Contribuição:

ITEM 4.1

Manifestação: Revisar Texto item 4.1

 

ITEM 4.7

Manifestação: Solicitamos a retirada do item 4.7

Justificativa:

ITEM 4.1

Justificativa: Revisar texto conforme segue, em virtude dos ensaios mecânicos não ter necessidade de ser realizado com temperatura controlada. 

4.1.    Todos os ensaios referenciados nas normas ABNT NBR e IEC devem ser executados em ambiente com temperatura controlada em 25 ± 3°C (exceto ensaios mecânicos).

 

ITEM 4.7

Justificativa:  Este ensaio só deve ser realizado no grupo 5 conforme tabela 1, e conforme contemplado no item 7.2 deste documento que atende as exigências da norma ABNT.

Contribuição N°: 10
ID da Contribuição: 89304
Autor da Contribuição: marcos roberto dos santos
Data da Contribuição: 13/08/2019 12:57:35
Contribuição:

1 - Mudar o nome do item 4 para Procedimentos Gerais

2 - 4.1 - Os ensaios eletricos e construtivos referenciados nas normas ABNT NBR e IEC devem ser executados em ambiente com temperatura controlada em 25 ± 3°C.

3 - 4.3.O elétrólito deve ser uma solução de ácido sulfúrico em água desmineralizada. O eletrólito deve apresentar-se límpido e livre de elementos estranhos em suspensão e as impurezas devem atender ao especificado neste requisito. A densidade deve seguir a seguinte padronização:

4 - 4.4.Para cada família de acumulador, a quantidade de amostras para os ensaios é de 23 elementos ou 17 monoblocos, devendo ser dividida em seis grupos, da seguinte forma:

—— Grupo 1 – seis elementos ou três monoblocos;
—— Grupo 2 – três elementos ou três monoblocos;
—— Grupo 3 – três elementos ou três monoblocos;
—— Grupo 4 – três elementos ou três monoblocos;
—— Grupo 5 – seis elementos ou três monoblocos;
—— Grupo 6 – dois elementos ou dois monoblocos.

5 - 4.7.Os elementos ou monoblocos não devem apresentar vazamento de gás e/ou eletrólito, bem como danos à sua integridade física, quando submetidos a uma pressão positiva de 7 kPa (0,07 kgf/cm2), durante 01 (um) minuto.

6 - 4.10.Os ensaios a serem realizados nas amostras pertencentes aos grupos 1 a 6 devem obedecer à distribuição e à sequência definida na Tabela 1.

Justificativa:

1 - Devido ao itens informado não abranger os ensaios.

2 - O fato de mencionar todos os ensaios (abrange ensaio mecânico, térmico, elétrico, materiais e construtivo), ou seja o controle de temperatura apenas gera aumento no custo de operação para os  ensaios mecânicos. Por esse motivo a menção de temperatura controlada para os ensaios elétricos e construtivos.  

3 - Não se aplica ao produto(monobloco), pois o vaso é opaco sem visualização do eletrólito ou acesso ao mesmo e falta a padronização da densidade mencionada

4 -  Devido na ABNT NBR 14199:2018 mencionar a vasos e tampas para ensaios não necessário a esse ATO, fica possível a interpretação equivocada na seleção das amostras.

5 - Não se aplica a monoblocos devido a aplicação será na sobretampa, e esse item da norma não estabelece quando deve ser realizado essa verificação.

6 - A tabela já está apresentada logo abaixo do texto, referenciar a tabela da norma, possibilita a interpretação equivocada desta item.

Contribuição N°: 11
ID da Contribuição: 89381
Autor da Contribuição: PERICLES DE PAIVA TELES
Data da Contribuição: 14/08/2019 21:05:25
Contribuição:

Inserir um subitem ao item 4 que mencione a forma de ligação entre os acumuladores durante a realização dos ensaios, conforme consta nas NBR& 39;s, ou como segue abaixo:

 

"Para efeito dos ensaios elétricos dentro de cada grupo, os elementos dos grupos 1, 2, 3, 4, e 5 devem ser associados em série. Os elementos do grupos 1 e 5 devem ser dispostos em duas filas de três elementos ou arranjo similar para o caso de monoblocos, de modo a ser utilizada uma interligação entre filas"

Justificativa:

A orientação da ligação entre os acumuladores é importante para a correta condução dos ensaios nos laboratórios.

 Item:  5.1. Inspeção visual

5.1.1.Requisito:

a) Item 11.1 da NBR14197.

5.1.2.Procedimento de ensaio:

a) Item 6.2 da NBR14199.

Contribuição N°: 12
ID da Contribuição: 89305
Autor da Contribuição: marcos roberto dos santos
Data da Contribuição: 13/08/2019 13:17:58
Contribuição:

5.1.1.Requisito:

1 - a) Todos os elementos ou monoblocos devem apresentar as seguintes informações afixadas ou gravadas de forma legível e indelével (eletrólito e manuseio mecânico)

5.1.2.Procedimento de ensaio:

2- a)  todos os elementos ou monoblocos devem ter no mínimo as seguintes informações:
—— fabricante/fornecedor;
—— identificação/tipo;
—— número de série de fabricação;
—— mês e ano de fabricação;
—— capacidade nominal;
—— identificação dos polos (POS e/ou “+”, NEG e/ou “–”);
—— tensão nominal;
—— tensão de flutuação a 25 °C;
—— identificação conforme legislação ambiental vigente;
b) os polos devem estar alinhados, sem falhas de fundição ou presença de rebarbas;
c) a furação dos polos deve permitir o perfeito alinhamento das interligações e ser compatível
com os parafusos a serem utilizados;
d) o acabamento de superfície dos parafusos, porcas e interligações deve ser uniforme;
e) o vaso, quando exposto a uma superfície plana, deve estar nivelado;
f) a tampa deve estar limpa, uniforme quanto à cor, sem rebarbas, trincas, quebras, riscos grosseiros
e sinais de queima;
g) a selagem da junção tampa/vaso deve estar uniforme e contínua;
h) não pode haver vazamento de solução em qualquer ponto das junções tampa-vaso, tampa-polo
e tampa-sobretampa.

 

Justificativa:

1 - Item da ABNT NBR 14197:2018 não esta claro o requisito necessário.

2 - Item da ABNT NBR 14199:2018 não esta claro o procedimento.

 Item:  5.2. Inspeção construtiva/dimensional

5.2.1.Requisito:

a) Item 11.2 da NBR14197.

5.2.2.Procedimento de ensaio:

a) Item 6.3 da NBR 14199.

Contribuição N°: 13
ID da Contribuição: 89306
Autor da Contribuição: marcos roberto dos santos
Data da Contribuição: 13/08/2019 13:23:56
Contribuição:

5.2.2.Procedimento de ensaio:

1 - c) Itens de verificação
     c.1) dimensões dos elementos ou monoblocos: admite-se uma tolerância de +/- 2% (desde que  
não ultrapasse a +/- 5 mm), no comprimento, largura, altura com e sem os polos.
    c.2) peso: admite-se uma tolerância de +/- 4%.

Justificativa:

1 -  Item 6.3 da ABNT NBR 14199:2018 não esta claro o procedimento.

 Item:  6.7. Avaliação frente ao impacto de estresse térmico

6.7.1.Requisito:

a) Temperatura de 55ºC;

b) A capacidade dos elementos ou monoblocos não deve ser inferior a 80% da capacidade declarada (Rated Capacity - Crt), conforme definição da IEC60896-21, em regime diferente do nominal, após permanecerem na condição de flutuação por 150 dias na temperatura de 55°C, medida no elemento ou monobloco.

6.7.2.Procedimento de ensaio:

a) Item 6.16 da IEC60896-21:

- Para acumuladores de média intensidade usar o regime de 3hrs a 1,75Vpe a 25ºC.

Contribuição N°: 14
ID da Contribuição: 89364
Autor da Contribuição: Marcelo Cortizo de Argolo Nobre
Data da Contribuição: 14/08/2019 20:22:01
Contribuição:

Item 6.7.1 b – Onde se lê “IEC60896-21”, leia-se “IEC60896-22”.

Justificativa:

A norma IEC60896-21 é referente aos procedimentos de ensaios e a norma IEC60896-22 versa sobre os requisitos do produto.

 Item:  8. MANUAL TÉCNICO DO PRODUTO

8.1.Recomenda-se que o manual técnico do produto contenha, no mínimo, as informações exigidas pela NBR 14197, podendo ser solicitado informações adicionais pelo analista que estiver avaliando a conformidade técnica do produto.

8.2.O manual deve estar em conformidade com os seguintes itens:

a) Item 7 da NBR14197;

b) Item 8 da NBR14197;

c) Item 9 da NBR14197.

Contribuição N°: 15
ID da Contribuição: 89278
Autor da Contribuição: Grace Kelly de Cassia Caporalli
Data da Contribuição: 09/08/2019 10:49:41
Contribuição:

Manifestação: Retirar Item b, c.

Justificativa:

Justificativa: Os respectivos itens já estão contemplados no item 8.2 a deste documento.

 Item:  10. TABELAS DE MANUTENÇÃO

10.0.1.Os fabricantes de acumuladores chumbo-ácido estacionários abrangidos por este documento poderão optar por uma das seguintes tabelas para manutenção da certificação (tabela 2 ou tabela 3).

10.0.2.A tabela de manutenção adotada para o primeiro ciclo deverá ser aplicada a todos os demais ciclos de manutenção, não sendo permitida a mudança de tabela no decorrer do processo de manutenção.

Tabela 2

Manutenção do Certificado de Homologação Anatel

 

Fabricante

Solicitante

 

Certificado

Modelos certificados

 

 

 

Número

Data

Resolução

 

 

 

 

 

 

Distribuição e Sequência dos Ensaios

Ciclo de manutenção

Tipo

M1

M2

M3

Período

3 anos

6 anos

9 anos

Data prevista

 

 

 

Grupos

2

3

6

4

6

1

5

6

Características Construtivas

Inspeção visual

 

X

X

X

X

X

X

X

X

Inspeção construtiva / dimensional

X

X

X

X

X

X

X

X

Ensaios Elétricos

Tratamento prévio

 

X

X

 

X

 

X

X

 

Capacidade real em regime nominal

X

X

 

X

 

X

X

 

Capacidade real em regime diferente do nominal  

X

 

 

 

 

X

X

 

Adequação à flutuação

X

 

 

 

 

X

 

 

Desempenho frente a ciclos de carga e descarga

 

X

 

 

 

 

 

 

Retenção de carga

 

 

 

X

 

 

 

 

Avaliação frente ao impacto de estresse térmico

 

 

 

 

 

 

X

 

Ensaios dos Materiais 

Emissão de gases

 

X

 

 

 

 

 

 

 

Estanqueidade

 

 

 

 

 

 

X

 

Análise do eletrólito

 

 

X

 

X

 

 

X

Análise química das ligas metálicas

 

 

X

 

X

 

 

X

Identificação dos materiais poliméricos

 

 

X

 

X

 

 

X

Documentação Técnica

Manual Técnico do Produto

 

X

X

X

X

X

X

X

X

 

Tabela 3

Manutenção do Certificado de Homologação Anatel

Fabricante

Solicitante

 

Certificado

Modelos

 

 

Número

Data

Resolução

 

 

 

 

Distribuição e Sequência dos Ensaios

Ciclo de manutenção

Tipo

M1

M2

M3

Período

3 anos

6 anos

9 anos

Data prevista

 

 

 

Grupos

2

6

4

6

1

3

5

6

Características Construtivas

Inspeção visual

 

X

X

X

X

X

X

X

X

Inspeção construtiva / dimensional

X

X

X

X

X

X

X

X

Ensaios Elétricos

Tratamento prévio

 

X

 

X

 

X

X

X

 

Capacidade real em regime nominal

X

 

X

 

X

X

X

 

Capacidade real em regime diferente do nominal  

X

 

 

 

X

 

X

 

Adequação à flutuação

 

 

 

 

X

 

 

 

Desempenho frente a ciclos de carga e descarga

 

 

 

 

 

X

 

 

Retenção de carga

 

 

X

 

 

 

 

 

Avaliação frente ao impacto de estresse térmico

 

 

 

 

 

 

X

 

Ensaios dos Materiais 

Emissão de gases

 

X

 

 

 

 

 

 

 

Estanqueidade

 

 

 

 

 

 

X

 

Análise do eletrólito

 

X

 

X

 

 

 

X

Análise química das ligas metálicas

 

X

 

X

 

 

 

X

Identificação dos materiais poliméricos

 

X

 

X

 

 

 

X

Documentação Técnica

Manual Técnico do Produto

 

X

X

X

X

X

X

X

X

 


 

Contribuição N°: 16
ID da Contribuição: 89255
Autor da Contribuição: GLAUCO RIBEIRO DOS SANTOS
Data da Contribuição: 06/08/2019 17:26:07
Contribuição:

Na distribuiçao de ensaios da Tabela2 do item 10, o ensaio de "Adequação a Flutuação" aparece em dois grupos de ensaios - no G1 e no G2.

Retirar este ensaio do G2 e deixar somente no G1.

Justificativa:

Segundo Tabela1 do item 4, o ensaio de "Adequaçao a Flutuação" pertence ao G1 de ensaios. 

Contribuição N°: 17
ID da Contribuição: 89382
Autor da Contribuição: PERICLES DE PAIVA TELES
Data da Contribuição: 14/08/2019 21:07:36
Contribuição:

Na distribuição de ensaios da Tabela2 do item 10, o ensaio de "Adequação a Flutuação" aparece em dois grupos de ensaios - no G1 e no G2.

 

Retirar este ensaio do G2 e deixar somente no G1.

Justificativa:

Segundo Tabela 1 do item 4, o ensaio de "Adequaçao a Flutuação" pertence ao G1 de ensaios.