Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data: 10/08/2022 02:16:37
 Total Recebidos: 3
TEMA DO PROCESSO NOME DO ITEM CONTEÚDO DO ITEM ID DA CONTRIBUIÇÃO NÚMERO DA CONTRIBUIÇÃO AUTOR DA CONTRIBUIÇÃO CONTRIBUIÇÃO JUSTIFICATIVA DATA DA CONTRIBUIÇÃO
CONSULTA PÚBLICA Nº 10 Consulta Pública Nº 10 O SUPERINTENDENTE DE OUTORGA E RECURSOS À PRESTAÇÃO DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelos arts. 59 e 156 do Regimento Interno, aprovado pela Resolução nº 612, de 29 de abril de 2013, submete a comentários e sugestões do público em geral, a proposta de Ato de Requisitos técnicos e operacionais quanto à distância máxima para coordenação de estações operando além do Mar Territorial, dentro da Zona Econômica Exclusiva (ZEE), constante dos autos do processo nº 53500.040875 / 2020-21. O texto completo da proposta estará disponível na Biblioteca da Anatel, no endereço subscrito e na página da Anatel na Internet, no endereço eletrônico http: / / sistemas.anatel.gov.br / sacp, a partir das 14h da data da publicação desta Consulta Pública no Diário Oficial da União. As contribuições e sugestões fundamentadas e devidamente identificadas devem ser encaminhadas, preferencialmente, por meio do formulário eletrônico do Sistema Interativo de Acompanhamento de Consulta Pública (SACP), indicado no parágrafo anterior, relativo a esta Consulta Pública, no prazo máximo de 45 (quarenta e cinco) dias, a contar da data da publicação desta Consulta Pública no Diário Oficial da União. As manifestações recebidas merecerão exame pela Anatel e permanecerão à disposição do público na Biblioteca da Agência.
CONSULTA PÚBLICA Nº 10 Minuta de Ato - Introdução O SUPERINTENDENTE DE OUTORGA E RECURSOS À PRESTAÇÃO - ANATEL, no uso de suas competências, consoante o disposto no art. 156 e incisos, do Regimento Interno da Agência Nacional de Telecomunicações - Anatel, aprovado pela Resolução nº 612, de 29 de abril de 2013, e; CONSIDERANDO a competência disposto no inciso VIII do art. 19 da Lei nº 9.472, de 1997 - Lei Geral de Telecomunicações - cabe à Anatel administrar o espectro de radiofrequências, expedindo as respectivas normas; CONSIDERANDO o disposto no art. 161 da Lei nº 9.472, de 1997, que determina que a qualquer tempo poderá ser modificada a destinação de radiofrequências ou faixas, bem como ordenada a alteração de potências ou de outras características técnicas, desde que o interesse público ou o cumprimento de convenções ou tratados internacionais assim o determine; CONSIDERANDO a competência da Anatel para regular a utilização eficiente e adequada do espectro, restringindo o emprego, ou modificando a destinação de determinadas radiofrequências ou faixas; CONSIDERANDO o fato de o espectro de radiofrequências ser um bem público e escasso, administrado pela Agência; CONSIDERANDO a necessidade de otimizar o uso das faixas de radiofrequências; CONSIDERANDO a Proposta de Atuações Regulatórias (SEI nº 3077101), aprovada pelo Acórdão 651 (SEI nº 3434164), nos autos do Processo 53500.014958 / 2016-89; CONSIDERANDO as contribuições recebidas em decorrência da Consulta Pública nº xx, de xx& 8239;de xxxx& 8239;de 2021, publicada no Diário Oficial da União de xx& 8239;de xxxx& 8239;de 2021; e, CONSIDERANDO o constante dos autos do processo nº 53500.040875 / 2020-21; RESOLVE: Art. 1º Aprovar o requisito de distância máxima de coordenação entre estações terrestres operando além do Mar Territorial, dentro da Zona Econômica Exclusiva (ZEE), com relação a sistemas terrestres em solo, nas faixas de frequências de 450 MHz a 3,7 GHz. Parágrafo único. Este requisito não se aplica a estações a bordo de embarcações comerciais estrangeiras em passagem inocente pelo Brasil, conforme definida na Lei nº 8.617, de 4 de janeiro de 1993. Art. 2º Este Ato entra em vigor em XX de XXXXXX de 2021. 96545 1 MELISSA DE MOURA FERNANDEZ O Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás - IBP parabeniza a ANATEL e apoia todo o teor que contempla esta Consulta Pública 10 / 2021, que tem como objetivo aprovar os Requisitos técnicos e operacionais quanto à distância máxima para coordenação de estações operando além do Mar Territorial, dentro da Zona Econômica Exclusiva (ZEE).  No contexto da importância do assunto para a indústria de O&G, pedimos celeridade para sua publicação, de forma que seja possível viabilizar o mais rápido possível a infraestrutura para aplicação das tecnologias. Este Ato vai simplificar o processo de licenciamento de estações terrestres em plataformas offshore e promover a otimização do uso das faixas de radiofrequências. 20/04/2021 11:21:56
CONSULTA PÚBLICA Nº 10 Anexo REQUISITOS TÉCNICOS E OPERACIONAIS QUANTO À DISTÂNCIA MÁXIMA PARA COORDENAÇÃO DE ESTAÇÕES OPERANDO ALÉM DO MAR TERRITORIAL, DENTRO DA ZONA ECONÔMICA EXCLUSIVA 1. OBJETIVO 1.1 Estabelecer a distância máxima para coordenação entre estações terrestres operando além do Mar Territorial, dentro da Zona Econômica Exclusiva (ZEE), com relação a sistemas terrestres em solo, nas faixas de frequências de 450 MHz a 3,7 GHz. 2. REFERÊNCIAS 2.1 Processo nº 53500.011334 / 2020-96; 2.2 Recomendação UIT-R P.1546: Method for point-to-area predictions for terrestrial services in the frequency range 30 MHz to 4 000 MHz.   3. DEFINIÇÕES 3.1 Mar Territorial: compreende uma faixa de doze milhas marítimas de largura (aproximadamente 22 quilômetros), medidas a partir da linha de baixa-mar do litoral continental e insular, tal como indicada nas cartas náuticas de grande escala, reconhecidas oficialmente no Brasil. 3.2 Zona Econômica Exclusiva (ZEE) brasileira: compreende uma faixa que se estende das doze às duzentas milhas marítimas, contadas a partir das linhas de base que servem para medir a largura do mar territorial (aproximadamente dos 22 aos 370 quilômetros). 3.3 Estações terrestres: estações de radiocomunicação que não se comunicam com satélites.   4. REQUISITOS PARA PROTEÇÃO DE ESTAÇÕES EM TERRA 4.1 As estações de radiocomunicação terrestres operando além do Mar Territorial, dentro da ZEE não devem causar interferência prejudicial ou solicitar proteção de estações em terra operando em conformidade com a Regulamentação. 4.2 Antes da entrada em operação de estações terrestres além do Mar Territorial, dentro da ZEE, nas condições estabelecidas na Tabela I, o interessado deve realizar coordenação prévia com as estações em solo continental ou insular, devidamente licenciadas para as quais haja sobreposição de frequências, no qual o processo de autorização de uso de radiofrequências tenha ocorrido por intermédio de processo licitatório ou de Chamamento Público.   Tabela I - Requisitos técnicos para realização de coordenação prévia Faixa de frequências de operação Distância da estação até o solo continental ou insular 451 MHz a 458 MHz 698 MHz a 806 MHz 806 MHz a 894 MHz 898,5 MHz a 960 MHz 1.427 MHz a 1.518 MHz 1.710 MHz a 1.900 MHz 1.920 MHz a 2.170 MHz 2.500 MHz a 2.690 MHz 3.300 MHz a 3.700 MHz                               ≤ 50 km 96546 2 MELISSA DE MOURA FERNANDEZ O IBP solicita que seja incluída na tabela I a faixa de 2.300-2.390 MHz. A faixa 2.300-2.390 MHz pode ser utilizada em redes privativas SLP em estações terrestres embarcadas em plataformas operando na ZEE e, portanto, deveria ser contemplada no Ato em discussão. 20/04/2021 11:25:06