Exportar:
Word Excel PDF
Lista de Itens
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:08/08/2022 22:50:46
 Total de Contribuições:1
 Página:1/1
CONSULTA PÚBLICA 267
 Item:  ENTRADA PARA COMENTÁRIOS AO ANEXO
Contribuição N°: 1
ID da Contribuição: 5542
Autor da Contribuição: lorinieng
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 07/12/2000
Contribuição: À Agência Nacional de Telecomunicações – ANATEL Superintendência de Serviços de Comunicação de Massa Consulta Pública nº. 267 de 07 de novembro de 2000 Alterações de Planos Básicos de Distribuição de Canais de Radiodifusão SAS – Quadra 06 – Bloco H – 2º. Andar – Biblioteca Brasília/DF Ref.: Consulta Pública nº. 267 de 07/11/00, publicada no D.O.U. de 08/11/00 – Sentinela do Sul/RS. Fundação Educacional União da Serra, inscrita no CNPJ sob nº. 88.676.382/0002-08, concessionária dos serviços de radiodifusão sonora em ondas médias, na cidade de Marau/RS, através do Decreto n 88.831 de 10 de outubro de 1983, publicado no Diário Oficial da União, de 13 subseqüente, com as seguintes características técnicas aprovadas: Freqüência: 1360 KHz, Classe “B”, Potência diurna: 2,0 KW, Potência noturna: 0,5 KHz, Campo característico(Ec): 329 mV/m, altura da antena: 77 metros, Característica de irradiação: onidiracional, vem apresentar a esta agência críticas e sugestões acerca da consulta pública nº. 267 de 07/11/00, publicada no D.O.U. de 08 subseqüente, em que está sendo proposta a inclusão da freqüência 1360 KHz para Sentinela do Sul/RS, no Plano Básico de Distribuição de Canais de Radiodifusão Sonora em Onda Média – PBOM, com a seguinte situação: UF Localidade Freqüência Potência Campo Classe Altura Diurna(KW) Noturna(KW) característico(mV/m) torre(m) RS Sentinela do Sul 1360 KHz 9 0,30 380 B 112 A fundação como terceira interessada, já que esta pleiteando o aumento de potência do mesmo referido Canal, já tendo apresentado projeto técnico, vem responder em descrição anexa, sobre os quesitos consultados: a) necessidade, conveniência e interesse público da proposta; b) uso otimizado do espectro de freqüências, inclusive pela utilização da potência mínima necessária para assegurar, economicamente, um serviço de boa qualidade à área a que se destina; c) impacto econômico da inclusão de um novo canal na localidade; d) condições específicas de propagação, relevo, etc., e e) outros pontos considerados relevantes neste caso. N. Termos, E. e P. Deferimento. Marau/RS, 07 de dezembro de 2000. Jaime João Bettega Diretor I – DADOS PRINCIPAIS DO MUNICÍPIO DE SENTINELA DO SUL/RS(A ANTIGA DENOMINAÇÃO ERA VASCONCELOS) 1. CRIAÇÃO DO MUNICÍPIO: 20/03/92. 2. ÁREA TERROTORIAL: 282,5 Km2. 3. LOCALIZAÇÃO: LATS: 30º 36’ 41’’ LONG W: 51º 34’ 44’’ Altitude do terreno e sede: 60 metros. 4. DISTÂNCIA À CAPITAL DO ESTADO(PORTO ALEGRE): 103 Km. 5. DEMOGRAFIA/POPULAÇÃO: a) Demografia: 16,3 habitantes/Km2. b) População total: 4.608 habitantes. c) Nº. de eleitores: 4.087 Votantes: 3.637 d) Nº. de vereadores: 09(nove) mínimo necessário. 6. PODER LEGISLATIVO/EXECUTIVO MUNICIPAL: a) Prefeito Municipal: Olavo Pereira de Almeida. b) Vice-Prefeito: José Flávio de Almeida. c) Presidente da Câmara: Leopoldo Vanin. d) Base salarial Prefeito: R$ 2.670,00 mensais. e) Base salarial vereadores: R$ 460,00 mensais. Telefone para contato da administração: (0xx51) 679.1067 7. PERFIL ECONÔMICO DO MUNICÍPIO: Base da econômica e principal atividade econômica é a agricultura e pecuária. Vide anexo planilhas individualizadas explicativas. 8. ENERGIA ELÉTRICA E COMUNICAÇÕES: a) Energia Elétrica(CEEE) consumo. a.1) Residencial: menor que 1000 MWh/ano. a.2) Industrial: menor que 6000 MWh/ano. a.3) Comercial: menor que 200 MWh/ano. a.4) Setor público: menor que 300 MWh/ano. a.5) Rural: menor que 1500 MWh/ano. - Total do consumo: menor que 10.000 MWh/ano. - Total de número de consumidores: 1.251 unidades. - Total de nº. de consumidores residenciais: 624 residências com energia elétrica. b. Serviços de Comunicações/Radiodifusão: b.1. Terminais telefônicos em serviço: menor que 500 terminais. b.2. Canais de Televisão/Retransmissão de TV previstos: Não existentes no município. b.3.Canal de FM previsto no PBFM: Canal 210, Classe “C”, não outorgado a nenhuma entidade, “Canal vago”. b.4.Canal de OM previsto no PBAM: Atualmente esta sendo pleiteado por uma entidade, freqüência 1360 KHz, potência 9 KW/0,3 KW em viabilidade técnica, que motiva nossa resposta a Consulta Pública nº.267 de 07/11/2000. II – DADOS DA VIABILIDADE TÉCNICA DE INCLUSÃO DO CANAL A) PROPOSTO: Localidade: Sentinela do Sul/RS. Freqüência: 1360 KHz. Potência: - Potência diurna: 9 KW. - Potência noturna: 0,3 KW. Campo característico: 380 mV/m. Altura da torre: 112 metros. B) CANAL PREVISTO: MARAU/RS: Localidade: Marau/RS. Freqüência: 1360 KHz. Potência: - Potência diurna: 2,0 KW em viabilidade técnica P = 5,0 KW. - Potência noturna: 0,5 KW. Campo característico: 329 mV/m. Altura da torre: 77 metros. C) CÁLCULO DO CONTORNO DE PROTEÇÃO DAS EMISSORAS: 1. Fórmula de cálculo e figura 17(curvas): e0 = e x 100 ; figura 17 distância P x ec 2. Sentinela do Sul/RS: a.1) Potência: 9 KW(condutividade do solo σ = 3 mS/m). e09 = 2 x 100 = 0,1754 mV = 175,4 uV = 44,88 dBu 9 x 380 e09 = 44,88 dBu => 31,0 Km CP(9) = 31,0 Km a.2) Contorno de serviço primário 10 mV/m: c10(Km) = 10 x 100 = 0,8772 mV = 877,2 uV = 58,86 dBu 9 x 380 c10(Km) = 15 Km b.1) Potência: 5,0 KW(condutividade do solo σ = 3 mS/m). e05 = 2 x 100 = 0,2354 mV = 235,4 uV = 47,44 dBu 5 x 380 e05 = 47,44 dBu => 27,0 Km CP(5) = 27,0 Km b.2) Contorno de serviço primário 10 mV/m: c10(Km) = 10 x 100 = 1,1769 mV = 1176,9 uV = 61,41 dBu 5 x 380 c10(Km) = 13,0 Km c.1) Potência: 1,0 KW(condutividade do solo σ = 3 mS/m). e01 = 2 x 100 = 0,5263 mV = 6526,3 uV = 54,42 dBu 1 x 380 e01 = 54,42 dBu => 19,0 Km CP(1) = 19,0 Km c.2) Contorno de serviço primário 10 mV/m: c10(Km) = 10 x 100 = 2,6316 mV = 2631,6 uV = 68,40 dBu 1 x 380 c10(Km) = 9,0 Km 3. Marau/RS: a.1) Potência: 5 KW(condutividade do solo σ = 3 mS/m). e05 = 2 x 100 = 0,2719 mV = 271,9 uV = 48,69 dBu 5 x 329 e05 = 48,69 dBu => 25,0 Km CP(5) = 25,0 Km D) CÁLCULO DA NORMALIZAÇÃO DA CONDUTIVIDADE DO SOLO ENTRE AS DUAS LOCALIDADES: 200 Km 20 Km 27,4 Km σ = 3 mS/m 10 mS/m 3 mS/m Marau/RS Sentinela do Sul/RS - Distância entre as cidades: 247,4 Km. - Normalização para σ = 3 mS/m . σ = 3 mS/m 200 Km 7,0 dBu σ = 10 mS/m 7,0 dBu 290 Km + 20 Km = 310 Km σ = 10 mS/m 310 Km 5,7 dBu σ = 3 mS/m 5,7 dBu 213,3 Km + 27,4 Km = 240,7 Km - distância equivalente(deq) = 240,7 Km. E) CÁULCULO DO CONTORNO INTERFERENTE DAS ESTAÇÕES: 1. Tabela 3.5.3 Relação de Proteção(Resolução 116 de 25.03.99)(sinal desejado/sinal interferente): - Para Co-Canal f = 1360 KHz relação entre emissoras nacionais: Linear: 100:1 Em dB = 40 dB 2. Contorno interferente de Sentinela do Sul/RS: a) Potência: 9,0 KW e09 = 44,88 dBu – 40 dB = 4,88 dBu e09 = 4,88 dBu(σ = 3 mS/m) = 215 Km CI(9) = 215 Km b) Potência: 5,0 KW e05 = 47,44 dBu – 40 dB = 7,44 dBu e05 = 7,44 dBu(σ = 3 mS/m) = 195 Km CI(5) = 195 Km c) Potência: 1,0 KW e01 = 54,42 dBu – 40 dB = 14,42 dBu e01 = 14,42 dBu(σ = 3 mS/m) = 144 Km CI(1) = 144 Km 3. Contorno interferente de Marau/RS: a) Potência: 5,0 KW e05 = 48,69 dBu – 40 dB = 8,69 dBu e05 = 8,69 dBu(σ = 3 mS/m) = 185 Km CI(5) = 185 Km F – VIABILIDADE TÉCNICA DE AMBOS OS CANAIS PIOR CASO: a) Sentinela do Sul/RS Potência = 9,0 KW CP9 = 31,0 Km CI9 = 215 Km b) Marau/RS Potência = 5,0 KW CP5 = 25,0 Km CI5 = 185,0 Km Logo: CI9(215) Km + CP5(25) Km = 240 Km é o pior caso. Como a distância equivalente(deq) entre as duas cidades é deq = 240,7 Km. Então: 240,7 Km(existente) > 240,0 Km(exigida). AS ESTAÇÕES SÃO VIÁVEIS TECNICAMENTE. III – RESPOSTAS AOS QUESITOS CONSULTADOS: 1. NECESSIDADES, CONVENIÊNCIAS E INTERESSE PÚBLICO DA PROPOSTA: A possibilidade de uma nova emissora de rádio é sempre bem vinda para o público em geral. Se esta emissora com potência de 9,0 KW/0,3 KW é conveniente no atual momento, respondemos que não, pois o ideal era que fosse aberto o edital de licitação da emissora de FM prevista no PBFM, Canal 210, Classe “C”, seria mais útil e conveniente. 2. O USO OTIMIZADO DO ESPECTRO DE FREQÜÊNCIA, INCLUSIVE PELA UTILIZAÇÃO DA POTÊNCIA MÍNIMA NECESSÁRIA PARA ASSEGURAR, ECONOMICAMENTE, UM SERVIÇO DE BOA QUALIDADE À ÁREA A QUE SE DESTINA: Não foi observado este item, pois não é viável economicamente, 2(duas) emissoras nesta localidade, basta observar os levantamentos sócio-econômicos em anexo. O ponto mais crítico é que está sendo proposta uma emissora com potência de P = 9,0 KW/0,3 KW, o que é extremamente grave, pois para assegurar uma boa cobertura desta localidade, poderia ser proposta uma potência máxima de 1,0/0,3 KW que atenderia a localidade satisfatóriamente. 3. IMPACTO ECONÔMICO DA INCLUSÃO DE UM NOVO CANAL NA LOCALIDADE: Para se ter uma idéia, não é viável economicamente 1(um) emissora de FM Classe “C”, como sobreviver com a instalação de outra emissora. Vejam os levantamentos sócio-econômicos em anexo. 4. CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DE PROPAGAÇÃO, RELEVO, ETC: Tecnicamente conforme demonstrado no item II é viável tecnicamente o funcionamento da emissora, com relação a relevo e propagação e demais normas de boa engenharia. 5. OUTROS PONTOS CONSIDERADOS RELAVANTES NESTE CASO: Se pensarmos no futuro até poderia se prever esta viabilidade técnica, mas com potência máxima de P = 1,0 KW/0,3 KW. Vide mapa topográfico da localidade com o traçado do contorno de serviço 10 mV/m cobertura da área primária da localidade. RELAÇÃO DE ANEXOS: 1. Consulta Pública nº. 267 de 07.11.2000, publicada no D.O.U. de 08.11.2000 - Sentinela do Sul/RS 2. FAMURS – Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul. 3. FEE – Fundação de Economia e Estatística Siegfried Emanuel Heuser. 4. IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 5. Mapa topográfico com o relevo e área do município e traçado do contorno de 10 mV/m.
Justificativa: À Agência Nacional de Telecomunicações – ANATEL Superintendência de Serviços de Comunicação de Massa Consulta Pública nº. 267 de 07 de novembro de 2000 Alterações de Planos Básicos de Distribuição de Canais de Radiodifusão SAS – Quadra 06 – Bloco H – 2º. Andar – Biblioteca Brasília/DF Ref.: Consulta Pública nº. 267 de 07/11/00, publicada no D.O.U. de 08/11/00 – Sentinela do Sul/RS. Fundação Educacional União da Serra, inscrita no CNPJ sob nº. 88.676.382/0002-08, concessionária dos serviços de radiodifusão sonora em ondas médias, na cidade de Marau/RS, através do Decreto n 88.831 de 10 de outubro de 1983, publicado no Diário Oficial da União, de 13 subseqüente, com as seguintes características técnicas aprovadas: Freqüência: 1360 KHz, Classe “B”, Potência diurna: 2,0 KW, Potência noturna: 0,5 KHz, Campo característico(Ec): 329 mV/m, altura da antena: 77 metros, Característica de irradiação: onidiracional, vem apresentar a esta agência críticas e sugestões acerca da consulta pública nº. 267 de 07/11/00, publicada no D.O.U. de 08 subseqüente, em que está sendo proposta a inclusão da freqüência 1360 KHz para Sentinela do Sul/RS, no Plano Básico de Distribuição de Canais de Radiodifusão Sonora em Onda Média – PBOM, com a seguinte situação: UF Localidade Freqüência Potência Campo Classe Altura Diurna(KW) Noturna(KW) característico(mV/m) torre(m) RS Sentinela do Sul 1360 KHz 9 0,30 380 B 112 A fundação como terceira interessada, já que esta pleiteando o aumento de potência do mesmo referido Canal, já tendo apresentado projeto técnico, vem responder em descrição anexa, sobre os quesitos consultados: a) necessidade, conveniência e interesse público da proposta; b) uso otimizado do espectro de freqüências, inclusive pela utilização da potência mínima necessária para assegurar, economicamente, um serviço de boa qualidade à área a que se destina; c) impacto econômico da inclusão de um novo canal na localidade; d) condições específicas de propagação, relevo, etc., e e) outros pontos considerados relevantes neste caso. N. Termos, E. e P. Deferimento. Marau/RS, 07 de dezembro de 2000. Jaime João Bettega Diretor I – DADOS PRINCIPAIS DO MUNICÍPIO DE SENTINELA DO SUL/RS(A ANTIGA DENOMINAÇÃO ERA VASCONCELOS) 1. CRIAÇÃO DO MUNICÍPIO: 20/03/92. 2. ÁREA TERROTORIAL: 282,5 Km2. 3. LOCALIZAÇÃO: LATS: 30º 36’ 41’’ LONG W: 51º 34’ 44’’ Altitude do terreno e sede: 60 metros. 4. DISTÂNCIA À CAPITAL DO ESTADO(PORTO ALEGRE): 103 Km. 5. DEMOGRAFIA/POPULAÇÃO: a) Demografia: 16,3 habitantes/Km2. b) População total: 4.608 habitantes. c) Nº. de eleitores: 4.087 Votantes: 3.637 d) Nº. de vereadores: 09(nove) mínimo necessário. 6. PODER LEGISLATIVO/EXECUTIVO MUNICIPAL: a) Prefeito Municipal: Olavo Pereira de Almeida. b) Vice-Prefeito: José Flávio de Almeida. c) Presidente da Câmara: Leopoldo Vanin. d) Base salarial Prefeito: R$ 2.670,00 mensais. e) Base salarial vereadores: R$ 460,00 mensais. Telefone para contato da administração: (0xx51) 679.1067 7. PERFIL ECONÔMICO DO MUNICÍPIO: Base da econômica e principal atividade econômica é a agricultura e pecuária. Vide anexo planilhas individualizadas explicativas. 8. ENERGIA ELÉTRICA E COMUNICAÇÕES: a) Energia Elétrica(CEEE) consumo. a.1) Residencial: menor que 1000 MWh/ano. a.2) Industrial: menor que 6000 MWh/ano. a.3) Comercial: menor que 200 MWh/ano. a.4) Setor público: menor que 300 MWh/ano. a.5) Rural: menor que 1500 MWh/ano. - Total do consumo: menor que 10.000 MWh/ano. - Total de número de consumidores: 1.251 unidades. - Total de nº. de consumidores residenciais: 624 residências com energia elétrica. b. Serviços de Comunicações/Radiodifusão: b.1. Terminais telefônicos em serviço: menor que 500 terminais. b.2. Canais de Televisão/Retransmissão de TV previstos: Não existentes no município. b.3.Canal de FM previsto no PBFM: Canal 210, Classe “C”, não outorgado a nenhuma entidade, “Canal vago”. b.4.Canal de OM previsto no PBAM: Atualmente esta sendo pleiteado por uma entidade, freqüência 1360 KHz, potência 9 KW/0,3 KW em viabilidade técnica, que motiva nossa resposta a Consulta Pública nº.267 de 07/11/2000. II – DADOS DA VIABILIDADE TÉCNICA DE INCLUSÃO DO CANAL A) PROPOSTO: Localidade: Sentinela do Sul/RS. Freqüência: 1360 KHz. Potência: - Potência diurna: 9 KW. - Potência noturna: 0,3 KW. Campo característico: 380 mV/m. Altura da torre: 112 metros. B) CANAL PREVISTO: MARAU/RS: Localidade: Marau/RS. Freqüência: 1360 KHz. Potência: - Potência diurna: 2,0 KW em viabilidade técnica P = 5,0 KW. - Potência noturna: 0,5 KW. Campo característico: 329 mV/m. Altura da torre: 77 metros. C) CÁLCULO DO CONTORNO DE PROTEÇÃO DAS EMISSORAS: 1. Fórmula de cálculo e figura 17(curvas): e0 = e x 100 ; figura 17 distância P x ec 2. Sentinela do Sul/RS: a.1) Potência: 9 KW(condutividade do solo σ = 3 mS/m). e09 = 2 x 100 = 0,1754 mV = 175,4 uV = 44,88 dBu 9 x 380 e09 = 44,88 dBu => 31,0 Km CP(9) = 31,0 Km a.2) Contorno de serviço primário 10 mV/m: c10(Km) = 10 x 100 = 0,8772 mV = 877,2 uV = 58,86 dBu 9 x 380 c10(Km) = 15 Km b.1) Potência: 5,0 KW(condutividade do solo σ = 3 mS/m). e05 = 2 x 100 = 0,2354 mV = 235,4 uV = 47,44 dBu 5 x 380 e05 = 47,44 dBu => 27,0 Km CP(5) = 27,0 Km b.2) Contorno de serviço primário 10 mV/m: c10(Km) = 10 x 100 = 1,1769 mV = 1176,9 uV = 61,41 dBu 5 x 380 c10(Km) = 13,0 Km c.1) Potência: 1,0 KW(condutividade do solo σ = 3 mS/m). e01 = 2 x 100 = 0,5263 mV = 6526,3 uV = 54,42 dBu 1 x 380 e01 = 54,42 dBu => 19,0 Km CP(1) = 19,0 Km c.2) Contorno de serviço primário 10 mV/m: c10(Km) = 10 x 100 = 2,6316 mV = 2631,6 uV = 68,40 dBu 1 x 380 c10(Km) = 9,0 Km 3. Marau/RS: a.1) Potência: 5 KW(condutividade do solo σ = 3 mS/m). e05 = 2 x 100 = 0,2719 mV = 271,9 uV = 48,69 dBu 5 x 329 e05 = 48,69 dBu => 25,0 Km CP(5) = 25,0 Km D) CÁLCULO DA NORMALIZAÇÃO DA CONDUTIVIDADE DO SOLO ENTRE AS DUAS LOCALIDADES: 200 Km 20 Km 27,4 Km σ = 3 mS/m 10 mS/m 3 mS/m Marau/RS Sentinela do Sul/RS - Distância entre as cidades: 247,4 Km. - Normalização para σ = 3 mS/m . σ = 3 mS/m 200 Km 7,0 dBu σ = 10 mS/m 7,0 dBu 290 Km + 20 Km = 310 Km σ = 10 mS/m 310 Km 5,7 dBu σ = 3 mS/m 5,7 dBu 213,3 Km + 27,4 Km = 240,7 Km - distância equivalente(deq) = 240,7 Km. E) CÁULCULO DO CONTORNO INTERFERENTE DAS ESTAÇÕES: 1. Tabela 3.5.3 Relação de Proteção(Resolução 116 de 25.03.99)(sinal desejado/sinal interferente): - Para Co-Canal f = 1360 KHz relação entre emissoras nacionais: Linear: 100:1 Em dB = 40 dB 2. Contorno interferente de Sentinela do Sul/RS: a) Potência: 9,0 KW e09 = 44,88 dBu – 40 dB = 4,88 dBu e09 = 4,88 dBu(σ = 3 mS/m) = 215 Km CI(9) = 215 Km b) Potência: 5,0 KW e05 = 47,44 dBu – 40 dB = 7,44 dBu e05 = 7,44 dBu(σ = 3 mS/m) = 195 Km CI(5) = 195 Km c) Potência: 1,0 KW e01 = 54,42 dBu – 40 dB = 14,42 dBu e01 = 14,42 dBu(σ = 3 mS/m) = 144 Km CI(1) = 144 Km 3. Contorno interferente de Marau/RS: a) Potência: 5,0 KW e05 = 48,69 dBu – 40 dB = 8,69 dBu e05 = 8,69 dBu(σ = 3 mS/m) = 185 Km CI(5) = 185 Km F – VIABILIDADE TÉCNICA DE AMBOS OS CANAIS PIOR CASO: a) Sentinela do Sul/RS Potência = 9,0 KW CP9 = 31,0 Km CI9 = 215 Km b) Marau/RS Potência = 5,0 KW CP5 = 25,0 Km CI5 = 185,0 Km Logo: CI9(215) Km + CP5(25) Km = 240 Km é o pior caso. Como a distância equivalente(deq) entre as duas cidades é deq = 240,7 Km. Então: 240,7 Km(existente) > 240,0 Km(exigida). AS ESTAÇÕES SÃO VIÁVEIS TECNICAMENTE. III – RESPOSTAS AOS QUESITOS CONSULTADOS: 1. NECESSIDADES, CONVENIÊNCIAS E INTERESSE PÚBLICO DA PROPOSTA: A possibilidade de uma nova emissora de rádio é sempre bem vinda para o público em geral. Se esta emissora com potência de 9,0 KW/0,3 KW é conveniente no atual momento, respondemos que não, pois o ideal era que fosse aberto o edital de licitação da emissora de FM prevista no PBFM, Canal 210, Classe “C”, seria mais útil e conveniente. 2. O USO OTIMIZADO DO ESPECTRO DE FREQÜÊNCIA, INCLUSIVE PELA UTILIZAÇÃO DA POTÊNCIA MÍNIMA NECESSÁRIA PARA ASSEGURAR, ECONOMICAMENTE, UM SERVIÇO DE BOA QUALIDADE À ÁREA A QUE SE DESTINA: Não foi observado este item, pois não é viável economicamente, 2(duas) emissoras nesta localidade, basta observar os levantamentos sócio-econômicos em anexo. O ponto mais crítico é que está sendo proposta uma emissora com potência de P = 9,0 KW/0,3 KW, o que é extremamente grave, pois para assegurar uma boa cobertura desta localidade, poderia ser proposta uma potência máxima de 1,0/0,3 KW que atenderia a localidade satisfatóriamente. 3. IMPACTO ECONÔMICO DA INCLUSÃO DE UM NOVO CANAL NA LOCALIDADE: Para se ter uma idéia, não é viável economicamente 1(um) emissora de FM Classe “C”, como sobreviver com a instalação de outra emissora. Vejam os levantamentos sócio-econômicos em anexo. 4. CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DE PROPAGAÇÃO, RELEVO, ETC: Tecnicamente conforme demonstrado no item II é viável tecnicamente o funcionamento da emissora, com relação a relevo e propagação e demais normas de boa engenharia. 5. OUTROS PONTOS CONSIDERADOS RELAVANTES NESTE CASO: Se pensarmos no futuro até poderia se prever esta viabilidade técnica, mas com potência máxima de P = 1,0 KW/0,3 KW. Vide mapa topográfico da localidade com o traçado do contorno de serviço 10 mV/m cobertura da área primária da localidade. RELAÇÃO DE ANEXOS: 1. Consulta Pública nº. 267 de 07.11.2000, publicada no D.O.U. de 08.11.2000 - Sentinela do Sul/RS 2. FAMURS – Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul. 3. FEE – Fundação de Economia e Estatística Siegfried Emanuel Heuser. 4. IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 5. Mapa topográfico com o relevo e área do município e traçado do contorno de 10 mV/m.

Página Atual: Word Excel PDF