Exportar:
Word Excel PDF
Lista de Itens
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:1/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  1.
1. Objetivo Esta norma estabelece os requisitos técnicos gerais e específicos mínimos a serem demonstrados na avaliação da conformidade de antenas lineares para operação nos serviços fixo e móvel terrestre, para efeito de certificação e homologação junto à Agência Nacional de Telecomunicações.
Contribuição N°: 1
ID da Contribuição: 14761
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 17:57:11
Contribuição: Trocar o termo “antenas lineares” para “antenas filamentares” em toda a norma. O termo linear vem do inglês de “linear elements” ou “linear arrays” dentre outros. O correto mais ortodoxo é buscarmos compatibilizar nossa designação com o termo geral “wire antenas”, que traduz exatamente o mecanismo principal de radiação que é por meio de fios ou estruturas filamentares.
Justificativa: acerto de semantica, ver acima
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:2/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  1.
1. Objetivo Esta norma estabelece os requisitos técnicos gerais e específicos mínimos a serem demonstrados na avaliação da conformidade de antenas lineares para operação nos serviços fixo e móvel terrestre, para efeito de certificação e homologação junto à Agência Nacional de Telecomunicações.
Contribuição N°: 2
ID da Contribuição: 14784
Autor da Contribuição: schaimberg
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 08/09/2003 15:04:42
Contribuição: Sugerimos que sejam especificadas as faixas de freqüências aplicáveis a esta Norma, conforme o Plano de Atribuição, Destinação e Distribuição de Faixas de Freqüências no Brasil - emitido pela ANATEL, e que sejam excluídas as faixas de 2.4GHz e 5.8GHz não regulamentadas e utilizadas por rádios spread spectrum (tecnologia WiFi, padrão 802.11).
Justificativa: O custo para implementação dos requisitos técnicos gerais e específicos exigidos pela norma poderá inviabilizar o uso de antenas de baixo custo para as freqüências de 2.4GHz e 5.8GHZ, não regulamentadas, e utilizadas por rádios com tecnologia Wi-Fi.
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:3/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  3. III
III – Antena Linear: antena com elementos radiantes constituídos por condutores com dimensões longitudinais bem maiores que as dimensões transversais, sendo estas bem menores que o menor comprimento de onda, na faixa de freqüências de operação da antena. Para efeito desta norma são também consideradas lineares as antenas do tipo refletor de canto;
Contribuição N°: 3
ID da Contribuição: 14762
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 17:57:11
Contribuição: A definição como se apresenta faz com que uma parábola alimentada por um dipolo seja erroneamente enquadrada no escopo desta norma. Para evitar-se tal ambigüidade, sugere-se alterar o início da definição para “antena que tem seu principal mecanismo de formatação de diagrama de radiação associado a elementos radiantes, passivos ou ativos, constituídos por condutores com dimensões...etc etc”
Justificativa: A definição como se apresenta faz com que uma parábola alimentada por um dipolo seja erroneamente enquadrada no escopo desta norma.
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:4/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  3. IV
IV – Diagrama de Radiação: diagrama representando a densidade de potência radiada pela antena, em um dado plano, a uma distância constante da antena, em função de um ângulo medido a partir do eixo da antena, para uma dada polarização do campo elétrico;
Contribuição N°: 4
ID da Contribuição: 14763
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 17:57:11
Contribuição: Incluir ao final da definição: “Para efeito desta norma, considera-se os diagramas de radiação descritos em função de sistema de coordenadas esféricas (teta & phi)”
Justificativa: evitar ambiguidade de sistema de coordenada
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:5/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  3. V
V – Diagrama de Radiação em Polarização Co-polar: diagrama de radiação para a polarização co-polar do campo elétrico;
Contribuição N°: 5
ID da Contribuição: 14764
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 17:57:11
Contribuição: “Diagrama de radiação tomado para a polarização definida como sendo a polarização principal da antena”. As definições de polarização seguem a terceira definição proposta por Ludwig, A. C. em “The definition of Cross Polarization” – IEEE Trans. Antennas Propagation, vol AP-21, pp.116-119, Jan 1973. Caso seja aceita a sugestão, esta publicação/referência deveria constar no item 2 – Referências da Norma; (esta definição é reconhecida internacionalmente).
Justificativa: definição mais acadêmica evita ambiguidades com outras definições de polarização.
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:6/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  3. VI
VI – Diagrama de Radiação em Polarização Cruzada: diagrama de radiação para a polarização cruzada do campo elétrico;
Contribuição N°: 6
ID da Contribuição: 14765
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 17:57:12
Contribuição: “Diagrama de radiação tomado para a polarização ortogonal (ou cruzada) à polarização principal da antena”.
Justificativa: definição mais acadêmica evita ambiguidades com outras definições de polarização.
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:7/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  3. VIII
VIII – Envoltória do Diagrama de Radiação: curva em relação a qual o diagrama de radiação deverá ter valores menores ou iguais, para qualquer ângulo de radiação;
Contribuição N°: 7
ID da Contribuição: 14766
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 18:09:20
Contribuição: “Representação do envelope que estabelece os limites de distribuição de intensidade de radiação encontrados no diagrama de radiação da antena em função das direções no espaço. Esta representação pode incluir, quando especificado, tolerâncias de níveis e tolerâncias angulares, para melhor acomodar ou descrever estatisticamente o comportamento dos respectivos diagramas de radiação”.
Justificativa: definicao mais abrangente
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:8/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  3. X
X – Ganho: razão entre a intensidade de radiação em uma dada direção e a intensidade de radiação de uma antena isotrópica, para uma mesma potência incidente na entrada das duas antenas. Quando não especificado de outra forma, o ganho refere-se à direção em que é máximo;
Contribuição N°: 8
ID da Contribuição: 14767
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 18:09:20
Contribuição: É a relação, expressa em dBi, entre a intensidade de radiação em uma dada direção do espaço e a que seria obtida quando utilizada uma antena isotrópica, ambas alimentadas com a mesma potência. Quando não especificado de outra forma, o ganho refere-se à direção em que é máximo
Justificativa: definicao mais academica
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:9/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  3. XVI
XVI – Polarização de uma Antena: polarização do campo elétrico que contém a maior parte da energia radiada, na direção de máxima radiação. A polarização deverá ser linear (em uma dada direção), ou circular (à direita ou à esquerda);
Contribuição N°: 9
ID da Contribuição: 14768
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 18:09:20
Contribuição: Polarização de uma onda é a descrição do comportamento do vetor campo elétrico, definido através da figura traçada pela extremidade deste vetor, em função do tempo, em uma polarização fixa no espaço, em um plano ortogonal à direção de propagação da onda radiada
Justificativa: definicao mais academica
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:10/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  3. XVII
XVII – Polarização Co-polar: para a direção do eixo, é a polarização idêntica à polarização da antena; para outras direções, é a polarização do campo elétrico recebido através da medida do diagrama de radiação, mantendo-se inalterada a polarização da antena transmissora durante a medida do diagrama;
Contribuição N°: 10
ID da Contribuição: 14769
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 18:09:20
Contribuição: A polarização co-polar, ou principal, de uma antena é definida como sendo igual à polarização que contém a maior parte da energia radiada. A polarização principal da antena deverá ser linear (em uma dada direção coincidente com a do campo elétrico), ou circular (à direita ou à esquerda).
Justificativa: definicao academica e evita ambiguidades
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:11/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  4.3
4.3 Envoltórias dos Diagramas de Radiação em Polarização Co-polar A envoltória do diagramas de radiação horizontal e vertical, em polarização co-polar, é a especificada na figura 1 e tabela 1, em função do seu ganho mínimo.
Contribuição N°: 11
ID da Contribuição: 14770
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 04/09/2003 15:26:08
Contribuição: "A envoltória dos diagramas de radiação horizontal, em polarização co-polar circular, horizontal ou vertical, é a especificada na figura 1 e Tabela 1, em função do seu ganho mínimo”. Com esta definição, o plano de interesse para efeito de coordenação sistêmica fica explicito, assim como se diferencia plano espacial dos planos ou direções de polarização de onda. Para que isto fique completamente evidente, é necessário que seja considerada a sugestão feita para o item 3.XVII. Faltou também delimitar as faixas de freqüências aplicáveis para esta Norma. Propõe-se não incluir as faixas livres de 2.5 e 5.7GHz no escopo da norma. Há necessidade de se especificar o valor mínimo para Gmin. Para a primeira coluna da Tabela 1. Não há como se atender aos valores especificados p/ Gmin < 8dBi. Também há necessidade de se especificar o valor máximo de Gmin na coluna 2. Sugere-se Gmin < 24dBi. Acima deste ganho as soluções de antenas refletoras/de abertura são mais adequadas, econômicas e de melhor desempenho. A especificacao de Tetamin é ambigua e deveria estar contemplada no item 3. Os valores de envoltoria não podem ser atendidos para antenas de polarização circular, principalmente se considerados os valores tipicos de 1o. lobulo encontrados para este tipo de antena.
Justificativa: ver acima
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:12/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  4.4
4.4 Envoltórias dos Diagramas de Radiação em Polarização Cruzada A envoltória dos diagramas de radiação em polarização cruzada, nos planos horizontal e vertical, tem o valor constante e igual a 20 dB abaixo do ganho em polarização co-polar na direção do eixo, para direções menores ou iguais a TETAmax. TETAmax é o ângulo para o qual o ganho em polarização co-polar cai a -10 dB, em relação ao seu valor na direção do eixo.
Contribuição N°: 12
ID da Contribuição: 14771
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 18:14:27
Contribuição: Definir TETAmax no item 3 e não no ítem 4
Justificativa: dar coerencia à estrutura do documento
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:13/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  4.5
4.5 Coeficiente de Onda Estacionária O coeficiente de onda estacionária deverá ser menor ou igual a 1,5 em toda a faixa de operação da antena.
Contribuição N°: 13
ID da Contribuição: 14772
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 18:14:27
Contribuição: Este não é um quesito de caráter sistêmico que possa influir na inter-operabilidade das redes e não deve ser escopo da norma. O valor de COE a ser apresentado pela antena é prerrogativa do usuário ou da operadora e depende de suas necessidades específicas. No máximo, o valor de COE deveria ser informado pelo fabricante para constar seu valor no cadastro da Anatel. Este valor de 1.5 irá limitar a utilização de tecnologias emergentes que são atrativas do ponto de vista custo/benefício para dispositivos CPE, onde o requerimento de VSWR pode chegar a valores altos como 2.0
Justificativa: ver acima
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:14/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  5.1
5.1 Resistência ao Vento
Contribuição N°: 14
ID da Contribuição: 14739
Autor da Contribuição: andrew1
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 27/08/2003 14:32:44
Contribuição: Excluir este ensaio e fazer acompanhar do processo de homologação, uma declaração do fabricante de que o produto foi testado e atende aos requisitos dos ensaios referenciados.
Justificativa: Esses ensaios normalmente são realizados durante o projeto de desenvolvimento das antenas e suas especificações fazem parte da garantia do produto junto ao cliente
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:15/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  5.1.2
5.1.2 Sob a ação de ventos operacionais de até 50 km/h, a extremidade da antena não deverá defletir mais que 10 mm por metro de comprimento da antena.
Contribuição N°: 15
ID da Contribuição: 14773
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 18:14:27
Contribuição: Utilizar critério de estabilidade angular do feixe da antena, como por exemplo estabilidade de 15% da largura de feixe da antena, (é padrão internacional se especificar precisão de apontamento por % da largura de feixe). Na forma como se encontra, esta especificação é inútil.
Justificativa: ver acima
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:16/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  5.2
5.2 Faixa de Temperatura Na faixa de temperatura ambiente de -10°C a 50°C, a antena não deverá apresentar uma variação de ganho superior a ±0,3 dB.
Contribuição N°: 16
ID da Contribuição: 14774
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 18:14:27
Contribuição: Critério extremamente rígido, principalmente se considerarmos as várias aplicações existentes na área de telecomunicações, principalmente o segmento de CPE. Sugiro inclusive eliminar o item.
Justificativa: ver acima
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:17/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  5.2
5.2 Faixa de Temperatura Na faixa de temperatura ambiente de -10°C a 50°C, a antena não deverá apresentar uma variação de ganho superior a ±0,3 dB.
Contribuição N°: 17
ID da Contribuição: 14740
Autor da Contribuição: andrew1
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 27/08/2003 14:32:44
Contribuição: Excluir este ensaio.
Justificativa: Esses ensaios normalmente são realizados durante o projeto de desenvolvimento das antenas e suas especificações fazem parte da garantia do produto junto ao cliente, conforme especificações do produto. Entendemos que não existe uma real necessidade da realização desses ensaios, até mesmo pelas dificuldades que os laboratórios externos irão encontrar em função da complexidade do mesmo.
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:18/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  6.
6. Certificação e Homologação de Famílias de Antenas No caso de uma família de antenas, a certificação e homologação do modelo de menor largura de feixe no plano vertical implicará a certificação e homologação dos demais modelos constitutivos da família.
Contribuição N°: 18
ID da Contribuição: 14741
Autor da Contribuição: andrew1
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 27/08/2003 14:32:44
Contribuição: Alterar o texto: “…a certificação e homologação do modelo de menor largura de feixe no plano vertical implicará a certificação e homologação dos demais modelos …” Para: “…a certificação e homologação do modelo de menor ganho implicará a certificação e homologação dos demais modelos …”
Justificativa: O modelo de menor largura de feixe no plano vertical não é o modelo de menor ganho.
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:19/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  ANEXO I
MÉTODOS DE ENSAIO PARA A AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DE ANTENAS LINEARES
Contribuição N°: 19
ID da Contribuição: 14742
Autor da Contribuição: andrew1
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 27/08/2003 14:32:44
Contribuição: Sugerimos a modificação da estrutura do mesmo, incluindo os anexos (métodos de ensaios) diretamente na seqüência do item referenciado.
Justificativa: Melhor visualização e entendimento desse documento.
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:20/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  ANEXO I
MÉTODOS DE ENSAIO PARA A AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DE ANTENAS LINEARES
Contribuição N°: 20
ID da Contribuição: 14775
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 18:14:27
Contribuição: Suprimir todo o anexo 1. No máximo torná-lo uma recomendação, dando ênfase à precisão que cada montagem experimental deve apresentar, em função dos níveis a serem verificados.
Justificativa: Não há sentido em normatizar testes em norma de características minimas de desempenho
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:10/08/2022 14:10:34
 Total de Contribuições:21
 Página:21/21
CONSULTA PÚBLICA Nº 468
 Item:  I.5
I.5 Resistência ao Vento
Contribuição N°: 21
ID da Contribuição: 14776
Autor da Contribuição: eaf
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 03/09/2003 18:14:53
Contribuição: A análise através do uso de softwares de análise mecânica (do tipo IDEAS, SAP90, Cosmos, NASTRAN, etc) utilizando elementos finitos substituiu com inúmeras vantagens e tem sido utilizado alternativamente aos ensaios físicos de carregamento/carga.
Justificativa: ver acima

Página Atual: Word Excel PDF