Exportar:
Word Excel PDF
Lista de Itens
Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:15/08/2022 01:19:58
 Total de Contribuições:9
 Página:1/9
CONSULTA PÚBLICA Nº 11
 Item:  Minuta de Ato

O SUPERINTENDENTE DE OUTORGA E RECURSOS À PRESTAÇÃO - ANATEL, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pela Portaria nº 419, de 24 de maio de 2013, e

CONSIDERANDO a competência dada pelos Incisos XIII e XIV do Art. 19 da Lei n.º 9.472/97 – Lei Geral de Telecomunicações;

CONSIDERANDO o Inciso II do Art. 9º do Regulamento para Certificação e Homologação de Produtos para Telecomunicações, aprovado pela Resolução n.º 242, de 30 de novembro de 2000;

CONSIDERANDO o Art. 1º da Portaria nº 419 de 24 de maio de 2013; e

CONSIDERANDO o constante dos autos do processo nº 53500.047188/2018-12.

RESOLVE:

Art. 1º Atualizar, na Lista de Requisitos Técnicos de Produtos para Telecomunicações - Categoria II, os requisitos para avaliação da conformidade do produto "Transceptor para Estação Radio Base", inserindo condições para a avaliação da tecnologia "LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS)" nos termos do Anexo I a este Ato.

Art. 2º  Este Ato entra em vigor na data de sua publicação no Boletim de Serviços Eletrônico da Anatel.

Contribuição N°: 1
ID da Contribuição: 86907
Autor da Contribuição: ROBSON FLÁVIO TEIXEIRA
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 26/04/2019 11:30:56
Contribuição:

De forma a não restringir a aplicação do produto no mercado brasileiro, sugerimos a troca do texto “LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS)" para“Active Antenna System (AAS) Base Station (BS)" e a atualização das normas de referencia do 3GPP para o Release 15 que inclui o 5G e testes irradiados (Over-The-Air).

 

Normas de referencia 3GPP:

 

3GPP TS 38.141-1

NR; Base Station (BS) conformance testing; Part 1: Conducted conformance testing; (Release 15)

 

3GPP TS 38.141-2

NR; Base Station (BS) conformance testing; Part 2: Radiated conformance testing (Release 15)

 

3GPP TS 37.145-1

Active Antenna System (AAS) Base Station (BS) conformance testing; Part 1: Conducted conformance testing (Release 15)

 

3GPP TS 37.145-2

Active Antenna System (AAS) Base Station (BS)conformance testing; Part 2: Radiated conformance testing (Release 15)

 

* As especificações de conformidade para medições OTA estão na TS 137.145-2 e TS 38.141-2.

Justificativa:

O produto ‘Active Antenna System (AAS)” é aplicável tanto para a tecnologia LTE quanto para o 5G.

Alguns produtos AAS são totalmente integrados, não sendo possível a execução de testes conduzidos. Para este tipo de produto os testes devem ser irradiados, as medições são feitas Over-The-Air (OTA).

Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:15/08/2022 01:19:58
 Total de Contribuições:9
 Página:2/9
CONSULTA PÚBLICA Nº 11
 Item:  Minuta de Ato

O SUPERINTENDENTE DE OUTORGA E RECURSOS À PRESTAÇÃO - ANATEL, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pela Portaria nº 419, de 24 de maio de 2013, e

CONSIDERANDO a competência dada pelos Incisos XIII e XIV do Art. 19 da Lei n.º 9.472/97 – Lei Geral de Telecomunicações;

CONSIDERANDO o Inciso II do Art. 9º do Regulamento para Certificação e Homologação de Produtos para Telecomunicações, aprovado pela Resolução n.º 242, de 30 de novembro de 2000;

CONSIDERANDO o Art. 1º da Portaria nº 419 de 24 de maio de 2013; e

CONSIDERANDO o constante dos autos do processo nº 53500.047188/2018-12.

RESOLVE:

Art. 1º Atualizar, na Lista de Requisitos Técnicos de Produtos para Telecomunicações - Categoria II, os requisitos para avaliação da conformidade do produto "Transceptor para Estação Radio Base", inserindo condições para a avaliação da tecnologia "LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS)" nos termos do Anexo I a este Ato.

Art. 2º  Este Ato entra em vigor na data de sua publicação no Boletim de Serviços Eletrônico da Anatel.

Contribuição N°: 2
ID da Contribuição: 86910
Autor da Contribuição: MARIA FERNANDA MARTINS TARGA
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 26/04/2019 16:48:36
Contribuição:

O OCD Ibrace está de acordo com os requisitos propostos.

Entretanto, sugerimos à Anatel dar um prazo de transição de no mínimo 90 (noventa) dias a partir da data de publicação do Ato ou Requisito, pois a Consulta propõe entrada em vigor na data de sua publicação.

Justificativa:

Estamos de acordo com o proposto nesta consulta, sugerindo apenas um prazo de transição de pelo menos 90 (noventa) dias .

Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:15/08/2022 01:19:58
 Total de Contribuições:9
 Página:3/9
CONSULTA PÚBLICA Nº 11
 Item:  Minuta de Ato

O SUPERINTENDENTE DE OUTORGA E RECURSOS À PRESTAÇÃO - ANATEL, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pela Portaria nº 419, de 24 de maio de 2013, e

CONSIDERANDO a competência dada pelos Incisos XIII e XIV do Art. 19 da Lei n.º 9.472/97 – Lei Geral de Telecomunicações;

CONSIDERANDO o Inciso II do Art. 9º do Regulamento para Certificação e Homologação de Produtos para Telecomunicações, aprovado pela Resolução n.º 242, de 30 de novembro de 2000;

CONSIDERANDO o Art. 1º da Portaria nº 419 de 24 de maio de 2013; e

CONSIDERANDO o constante dos autos do processo nº 53500.047188/2018-12.

RESOLVE:

Art. 1º Atualizar, na Lista de Requisitos Técnicos de Produtos para Telecomunicações - Categoria II, os requisitos para avaliação da conformidade do produto "Transceptor para Estação Radio Base", inserindo condições para a avaliação da tecnologia "LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS)" nos termos do Anexo I a este Ato.

Art. 2º  Este Ato entra em vigor na data de sua publicação no Boletim de Serviços Eletrônico da Anatel.

Contribuição N°: 3
ID da Contribuição: 86912
Autor da Contribuição: Helton Silva Incerti
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 26/04/2019 17:39:23
Contribuição:

O CertLab está de acordo com os requisitos propostos.

Entretanto, sugerimos à Anatel dar um prazo de transição de no mínimo 90 (noventa) dias a partir da data de publicação do Ato ou Requisito, pois a Consulta propõe entrada em vigor na data de sua publicação.

Justificativa:

O CertLab está de acordo com os requisitos propostos.

Entretanto, sugerimos à Anatel dar um prazo de transição de no mínimo 90 (noventa) dias a partir da data de publicação do Ato ou Requisito, pois a Consulta propõe entrada em vigor na data de sua publicação.

Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:15/08/2022 01:19:58
 Total de Contribuições:9
 Página:4/9
CONSULTA PÚBLICA Nº 11
 Item:  Minuta de Ato

O SUPERINTENDENTE DE OUTORGA E RECURSOS À PRESTAÇÃO - ANATEL, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pela Portaria nº 419, de 24 de maio de 2013, e

CONSIDERANDO a competência dada pelos Incisos XIII e XIV do Art. 19 da Lei n.º 9.472/97 – Lei Geral de Telecomunicações;

CONSIDERANDO o Inciso II do Art. 9º do Regulamento para Certificação e Homologação de Produtos para Telecomunicações, aprovado pela Resolução n.º 242, de 30 de novembro de 2000;

CONSIDERANDO o Art. 1º da Portaria nº 419 de 24 de maio de 2013; e

CONSIDERANDO o constante dos autos do processo nº 53500.047188/2018-12.

RESOLVE:

Art. 1º Atualizar, na Lista de Requisitos Técnicos de Produtos para Telecomunicações - Categoria II, os requisitos para avaliação da conformidade do produto "Transceptor para Estação Radio Base", inserindo condições para a avaliação da tecnologia "LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS)" nos termos do Anexo I a este Ato.

Art. 2º  Este Ato entra em vigor na data de sua publicação no Boletim de Serviços Eletrônico da Anatel.

Contribuição N°: 4
ID da Contribuição: 86916
Autor da Contribuição: caio souza vieira da silva
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 26/04/2019 18:08:13
Contribuição:

O CertLab está de acordo com os requisitos propostos.

Entretanto, sugerimos à Anatel dar um prazo de transição de no mínimo 90 (noventa) dias a partir da data de publicação do Ato ou Requisito, pois a Consulta propõe entrada em vigor na data de sua publicação.

Justificativa:

O CertLab está de acordo com os requisitos propostos.

Entretanto, sugerimos à Anatel dar um prazo de transição de no mínimo 90 (noventa) dias a partir da data de publicação do Ato ou Requisito, pois a Consulta propõe entrada em vigor na data de sua publicação.

Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:15/08/2022 01:19:58
 Total de Contribuições:9
 Página:5/9
CONSULTA PÚBLICA Nº 11
 Item:  ANEXO I - REQUISITOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DE TRANSCEPTOR PARA ESTAÇÃO RÁDIO BASE

Produto: Transceptor para Estação Rádio Base

Documento Normativo

Requisitos Aplicáveis (vide nota II)

Procedimentos de ensaios

REQUISITOS APLICÁVEIS A TODOS OS SERVIÇOS

(...)

Tecnologia LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS):​

ETSI TS 137 145-1 V14.1.0 (2017-08) - Universal Mobile Telecommunications System (UMTS); LTE; Active Antenna System (AAS) Base Station (BS) conformance testing; Part 1: conducted conformance testing (3GPP TS 37.145-1 version 14.1.0 Release 14)

Aplicar os seguintes itens da norma em referência excetuando-se os ensaios relativos às tecnologias Multi-Carrier e Carrier-Aggregation.

 

6.2 Base station output power


6.4 Transmit ON/OFF power (TDD)


6.5.2 Frequency error


6.6.2 Occupied bandwidth


6.6.3 Adjacent channel leakage power ratio (ACLR)


6.6.5 Operating band unwanted emissions


6.6.6 Spurious emissions


6.7 Transmitter intermodulation


7.6 Receiver spurious emission

- Os procedimentos de ensaio encontram-se no próprio documento normativo;

 

- Para o ensaio de potência de transmissão, a tolerância da potência máxima de saída deve ser de ±2,7 dB para frequência de portadora f ≤ 3,0 GHz e de ±3,0 dB para frequência de portadora f > 3,0 GHz. A avaliação deve ser realizada nas condições de faixas de temperatura e umidade relativa definidas no ensaio de Ciclo Climático definido nos Requisitos técnicos referentes às condições e ensaios ambientais aplicáveis na avaliação da conformidade de produtos para telecomunicações. Ato nº 14098, de 23 de novembro de 2017. A classe de ambiente a ser utilizada deve ser aquela indicada pelo fabricante para operação do equipamento.

(...)

 

 

Contribuição N°: 5
ID da Contribuição: 86902
Autor da Contribuição: Ronaldo Wanderley Sena
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 24/04/2019 15:58:13
Contribuição:

Para avaliação da tecnologia "LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS)" deve-se aplicar também os testes radiados, de acordo com c norma ETSI TS 137 145-2 (Part 2: radiated conformance testing). Esta norma visa avaliar o transceptor para estação rádio base operando em conjunto com a antena ativa.

Itens apláveis:

ETSI TS 137 145-2 (Part 2: radiated conformance testing)

6.2 Radiated Transmit Power

7.2 OTA sensitivity (Receiver)

Justificativa:

No Art. 1° da Minuta do "novo Ato" informa que o objetivo é atualizar a lista de Requisitos Técnicos para avaliação da tecnologia "LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS)", porém a norma ETSI TS 137 145-1 (Part 1: conducted conformance testing) contempla somente os ensaios conduzidos. De acordo com a figura 4.2-1 (ETSI TS 137 145-1) os pontos de medição são antes da antena ativa.

Para avaliação da tecnologia "LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS)" também deveriam ser solicitado os ensaios radiados que estão contemplados na norma ETSI TS 137 145-2 (Part 2: radiated conformance testing).

Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:15/08/2022 01:19:58
 Total de Contribuições:9
 Página:6/9
CONSULTA PÚBLICA Nº 11
 Item:  ANEXO I - REQUISITOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DE TRANSCEPTOR PARA ESTAÇÃO RÁDIO BASE

Produto: Transceptor para Estação Rádio Base

Documento Normativo

Requisitos Aplicáveis (vide nota II)

Procedimentos de ensaios

REQUISITOS APLICÁVEIS A TODOS OS SERVIÇOS

(...)

Tecnologia LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS):​

ETSI TS 137 145-1 V14.1.0 (2017-08) - Universal Mobile Telecommunications System (UMTS); LTE; Active Antenna System (AAS) Base Station (BS) conformance testing; Part 1: conducted conformance testing (3GPP TS 37.145-1 version 14.1.0 Release 14)

Aplicar os seguintes itens da norma em referência excetuando-se os ensaios relativos às tecnologias Multi-Carrier e Carrier-Aggregation.

 

6.2 Base station output power


6.4 Transmit ON/OFF power (TDD)


6.5.2 Frequency error


6.6.2 Occupied bandwidth


6.6.3 Adjacent channel leakage power ratio (ACLR)


6.6.5 Operating band unwanted emissions


6.6.6 Spurious emissions


6.7 Transmitter intermodulation


7.6 Receiver spurious emission

- Os procedimentos de ensaio encontram-se no próprio documento normativo;

 

- Para o ensaio de potência de transmissão, a tolerância da potência máxima de saída deve ser de ±2,7 dB para frequência de portadora f ≤ 3,0 GHz e de ±3,0 dB para frequência de portadora f > 3,0 GHz. A avaliação deve ser realizada nas condições de faixas de temperatura e umidade relativa definidas no ensaio de Ciclo Climático definido nos Requisitos técnicos referentes às condições e ensaios ambientais aplicáveis na avaliação da conformidade de produtos para telecomunicações. Ato nº 14098, de 23 de novembro de 2017. A classe de ambiente a ser utilizada deve ser aquela indicada pelo fabricante para operação do equipamento.

(...)

 

 

Contribuição N°: 6
ID da Contribuição: 86903
Autor da Contribuição: Grace Kelly de Cassia Caporalli
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 24/04/2019 16:41:17
Contribuição:

MANIFESTAÇÃO:  A ABINEE, representante da indústria e dos principais fabricantes de estações rádio base LTE com tecnologia AAS, apoia integralmente a proposta da ANATEL para atualização da Lista de Requisitos Técnicos relativos à homologação dessa categoria de produtos.

Justificativa:

JUSTIFICATIVA:    Equipamentos com tecnologia AAS são uma nova classe de produtos que, ainda que apresentem a mesma funcionalidade das estações radio base de arquitetura tradicional, possuem arquitetura inovadora, com a integração da antena à unidade de rádio, o que possibilita diminuição das perdas, integração de dezenas ou até centenas de elementos de rádio às antenas e é sobretudo importante para frequências médias (de 1 a 6GHz) e altas (acima de 6GHz).

Ao contrário das arquiteturas atuais que estão em geral limitadas a 4 ou 8 elementos de rádio conectados à(s) antena(s) por guias de onda flexíveis, equipamentos com arquitetura AAS possuem 16, 32, 64, 128 ou até mais elementos de rádio conectados diretamente às antenas acopladas, na forma de um só produto integrado com volume reduzido.

Produtos que hoje utilizam arquitetura AAS estão disponíveis para diferentes faixas de frequência usadas com tecnologia LTE, mas também começam já a estarem disponíveis para 5G NR. Ao estabelecer essa categoria de produtos para homologação, a ANATEL sinaliza que está atenta à evolução tecnológica, passando a permitir o uso desses equipamentos na evolução das redes LTE atuais e iniciando o diálogo para que se avance também o seu emprego para a tecnologia 5G NR.

Com a incorporação de múltiplos elementos de antena nos rádios com antenas integradas, esses equipamentos permitem maior economia de espaço, melhor eficiência no uso de área de exposição ao vento (AEV) em torres e mais eficiente consumo de energia. Além disso, pela possibilidade de trabalhar com funcionalidades avançadas como Massive MIMO, os rádios com arquitetura AAS têm maior capacidade e melhor cobertura que os tradicionais, trazendo assim benefícios diretos na qualidade de serviço prestada aos usuários.

É do entendimento da ABINEE que a norma ETSI TS 137 145-1 e sua equivalente 3GPP TS 37.145-1 propostas nessa minuta são a referência global para padronização de equipamentos de telecomunicações LTE com antena integrada. A sua adoção para homologação de rádio bases com arquitetura AAS permitirá a rápida introdução desses produtos no mercado brasileiro, de maneira segura e coerente com as regras de uso de espectro, com a preocupação com qualidade e assegurando a interoperabilidade das redes de telecomunicações, bem como a sua convivência com outros sistemas.

Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:15/08/2022 01:19:58
 Total de Contribuições:9
 Página:7/9
CONSULTA PÚBLICA Nº 11
 Item:  ANEXO I - REQUISITOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DE TRANSCEPTOR PARA ESTAÇÃO RÁDIO BASE

Produto: Transceptor para Estação Rádio Base

Documento Normativo

Requisitos Aplicáveis (vide nota II)

Procedimentos de ensaios

REQUISITOS APLICÁVEIS A TODOS OS SERVIÇOS

(...)

Tecnologia LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS):​

ETSI TS 137 145-1 V14.1.0 (2017-08) - Universal Mobile Telecommunications System (UMTS); LTE; Active Antenna System (AAS) Base Station (BS) conformance testing; Part 1: conducted conformance testing (3GPP TS 37.145-1 version 14.1.0 Release 14)

Aplicar os seguintes itens da norma em referência excetuando-se os ensaios relativos às tecnologias Multi-Carrier e Carrier-Aggregation.

 

6.2 Base station output power


6.4 Transmit ON/OFF power (TDD)


6.5.2 Frequency error


6.6.2 Occupied bandwidth


6.6.3 Adjacent channel leakage power ratio (ACLR)


6.6.5 Operating band unwanted emissions


6.6.6 Spurious emissions


6.7 Transmitter intermodulation


7.6 Receiver spurious emission

- Os procedimentos de ensaio encontram-se no próprio documento normativo;

 

- Para o ensaio de potência de transmissão, a tolerância da potência máxima de saída deve ser de ±2,7 dB para frequência de portadora f ≤ 3,0 GHz e de ±3,0 dB para frequência de portadora f > 3,0 GHz. A avaliação deve ser realizada nas condições de faixas de temperatura e umidade relativa definidas no ensaio de Ciclo Climático definido nos Requisitos técnicos referentes às condições e ensaios ambientais aplicáveis na avaliação da conformidade de produtos para telecomunicações. Ato nº 14098, de 23 de novembro de 2017. A classe de ambiente a ser utilizada deve ser aquela indicada pelo fabricante para operação do equipamento.

(...)

 

 

Contribuição N°: 7
ID da Contribuição: 86906
Autor da Contribuição: ROBSON FLÁVIO TEIXEIRA
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 26/04/2019 11:25:44
Contribuição:

De forma a não restringir a aplicação do produto no mercado brasileiro, A RFS sugere a troca do texto:

“LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS)" 

para

“Active Antenna System (AAS) Base Station (BS)"

 e a atualização das normas de referencia do 3GPP para o Release 15 que inclui o 5G e testes irradiados (Over-The-Air).

Justificativa:

O produto ‘Active Antenna System (AAS)” é aplicável tanto para a tecnologia LTE quanto para o 5G.

Alguns produtos AAS são totalmente integrados, não sendo possível a execução de testes conduzidos. Para este tipo de produto os testes devem ser irradiados, as medições são feitas Over-The-Air (OTA).

Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:15/08/2022 01:19:58
 Total de Contribuições:9
 Página:8/9
CONSULTA PÚBLICA Nº 11
 Item:  ANEXO I - REQUISITOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DE TRANSCEPTOR PARA ESTAÇÃO RÁDIO BASE

Produto: Transceptor para Estação Rádio Base

Documento Normativo

Requisitos Aplicáveis (vide nota II)

Procedimentos de ensaios

REQUISITOS APLICÁVEIS A TODOS OS SERVIÇOS

(...)

Tecnologia LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS):​

ETSI TS 137 145-1 V14.1.0 (2017-08) - Universal Mobile Telecommunications System (UMTS); LTE; Active Antenna System (AAS) Base Station (BS) conformance testing; Part 1: conducted conformance testing (3GPP TS 37.145-1 version 14.1.0 Release 14)

Aplicar os seguintes itens da norma em referência excetuando-se os ensaios relativos às tecnologias Multi-Carrier e Carrier-Aggregation.

 

6.2 Base station output power


6.4 Transmit ON/OFF power (TDD)


6.5.2 Frequency error


6.6.2 Occupied bandwidth


6.6.3 Adjacent channel leakage power ratio (ACLR)


6.6.5 Operating band unwanted emissions


6.6.6 Spurious emissions


6.7 Transmitter intermodulation


7.6 Receiver spurious emission

- Os procedimentos de ensaio encontram-se no próprio documento normativo;

 

- Para o ensaio de potência de transmissão, a tolerância da potência máxima de saída deve ser de ±2,7 dB para frequência de portadora f ≤ 3,0 GHz e de ±3,0 dB para frequência de portadora f > 3,0 GHz. A avaliação deve ser realizada nas condições de faixas de temperatura e umidade relativa definidas no ensaio de Ciclo Climático definido nos Requisitos técnicos referentes às condições e ensaios ambientais aplicáveis na avaliação da conformidade de produtos para telecomunicações. Ato nº 14098, de 23 de novembro de 2017. A classe de ambiente a ser utilizada deve ser aquela indicada pelo fabricante para operação do equipamento.

(...)

 

 

Contribuição N°: 8
ID da Contribuição: 86909
Autor da Contribuição: Tiago Cunha Meissner Cesar
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 26/04/2019 16:33:09
Contribuição:

É necessário definir se as medidas para essa norma deverão ser realizadas de forma conduzida e/ou radiada? 

Justificativa:

No anexo D da norma, não fica claro o setup de medidia, se devemos realizar os ensaios de forma conduzida, ou radiada, ou em ambos os casos.

É necessário saber a condição de beamformig para a realização dos ensaios.

Existe alguns equipamentos que tem função de combinador (mainframes) no mercado, porém são extremamentes caros.

Portanto, gostariamos de saber mais detalhes sobre a técnica de medida. Se podemos realizar de forma conduzida e/ou radiada.

Caso for conduzida, os ensaios poderão ser realizados em apenas uma das portas?

Caso for radiada, os ensaios poderão ser realizados em uma câmara anecóica convencional? Poderão ser realizados na posição de campo distante?

Anatel

Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Sistema de Acompanhamento de Consulta Pública - SACP

Relatório de Contribuições Recebidas

 Data:15/08/2022 01:19:58
 Total de Contribuições:9
 Página:9/9
CONSULTA PÚBLICA Nº 11
 Item:  ANEXO I - REQUISITOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE DE TRANSCEPTOR PARA ESTAÇÃO RÁDIO BASE

Produto: Transceptor para Estação Rádio Base

Documento Normativo

Requisitos Aplicáveis (vide nota II)

Procedimentos de ensaios

REQUISITOS APLICÁVEIS A TODOS OS SERVIÇOS

(...)

Tecnologia LTE Active Antenna System (AAS) Base Station (BS):​

ETSI TS 137 145-1 V14.1.0 (2017-08) - Universal Mobile Telecommunications System (UMTS); LTE; Active Antenna System (AAS) Base Station (BS) conformance testing; Part 1: conducted conformance testing (3GPP TS 37.145-1 version 14.1.0 Release 14)

Aplicar os seguintes itens da norma em referência excetuando-se os ensaios relativos às tecnologias Multi-Carrier e Carrier-Aggregation.

 

6.2 Base station output power


6.4 Transmit ON/OFF power (TDD)


6.5.2 Frequency error


6.6.2 Occupied bandwidth


6.6.3 Adjacent channel leakage power ratio (ACLR)


6.6.5 Operating band unwanted emissions


6.6.6 Spurious emissions


6.7 Transmitter intermodulation


7.6 Receiver spurious emission

- Os procedimentos de ensaio encontram-se no próprio documento normativo;

 

- Para o ensaio de potência de transmissão, a tolerância da potência máxima de saída deve ser de ±2,7 dB para frequência de portadora f ≤ 3,0 GHz e de ±3,0 dB para frequência de portadora f > 3,0 GHz. A avaliação deve ser realizada nas condições de faixas de temperatura e umidade relativa definidas no ensaio de Ciclo Climático definido nos Requisitos técnicos referentes às condições e ensaios ambientais aplicáveis na avaliação da conformidade de produtos para telecomunicações. Ato nº 14098, de 23 de novembro de 2017. A classe de ambiente a ser utilizada deve ser aquela indicada pelo fabricante para operação do equipamento.

(...)

 

 

Contribuição N°: 9
ID da Contribuição: 86914
Autor da Contribuição: Paulo Cesar Valete
Entidade: --
Área de atuação: --
Data da Contribuição: 26/04/2019 17:48:17
Contribuição:

A Telefônica Brasil S.A., prestador de diversos serviços de telecomunicações de interesse coletivo no Brasil, incluindo o STFC, tanto na qualidade de concessionária, como autorizatária, a depender da região; SMP; SCM; e, SeAC, e um dos grandes investidores privados em infraestrutura neste setor altamente estratégico e fundamental para o desenvolvimento humano, social e econômico do país, apresenta, a seguir, suas contribuições para a presente Consulta Pública.

Contribuição 01 – Acrescentar as seguintes notas na coluna “Procedimentos de ensaios” relativas ao documento normativo ETSI TS 137 145-1 V14.1.0 (2017-08).

Nota 1: Os requisitos técnicos para a avaliação da conformidade de transceptor para estação rádio base, listados neste anexo I, devem levar em consideração todos as condições e aspectos técnicos previstos na especificação técnica ETSI TS 137 145-1 V14.1.0 (3GPP TS 37145-1 v14.1.0 Rel.14), em particular aqueles destacados nos capítulos 4 (General test conditions and declarations) e 5 (Applicability of Requirements) da especificação.

Nota 2: A avaliação de conformidade dos transceptores deve considerar os requerimentos de performance previstos no capítulo 8 da especificação técnica ETSI TS 137 145-1 V14.1.0 (3GPP TS 37145-1 v14.1.0 Rel.14). Os resultados de performance obtidos devem ser compatíveis com os requerimentos previstos neste capítulo.

Contribuição 02 – Inclusão de segundo documento normativo, conforme está abaixo:

Documento Normativo: ETSI TS 137 145-2 V14.1.0 (3GPP TS 37145-2 v14.1.0 Rel.14)

Requisitos Aplicáveis: 6.2 (Radiated Transmit Power) e 7.2 (OTA Sensitivity)

Procedimentos de ensaio: Os procedimentos de ensaio encontram-se no próprio documento normativo;

Justificativa:

Justificativa para a contribuição 1 – Os fornecedores devem seguir a integralidade dos requisitos técnicos previstos na especificação, por se tratar de uma referência para toda a indústria de telecomunicações, bem como a performance dos equipamentos em operação nas redes de telecomunicações devem seguir parâmetros internacionais e as melhores práticas do mercado.

Justificativa para a contribuição 2 – Trata-se de especificação técnica complementar que avalia outros aspectos de operação dos transceptores ou até mesmo aqueles que não têm pontos para os testes conduzidos, e. g. OTA AAS BS.


Página Atual: Word Excel PDF